Paróquia

Nossa Senhora das Graças Araraquara - SP

End: Av. La Salle s/n° - Vila Ferroviária - Araraquara, SP
Tel: 16 3336 7520 - par.nossasenhoradasgracas@gmail.com

Horários: Missas de Segunda a Sexta-feira às 19h; Sábados às 18h30min Domingos às 08h, às 10h e às 19h15min

A importância do Diácono Permanente na Nossa Igreja.

Hoje vamos refletir sobre a importância do Diácono Permanente na Nossa Igreja.

Bom Estudo!

Olá irmãos e irmãs!
Paz e Bem!
Sou Diácono Permanente Ulisses Abruzio                              

Em primeiro lugar é importante destacar quando começou a se pensar no Diácono Permanente. Para maior compreensão, pois existem ainda muitos fiéis pensando que o Diácono foi criado agora, mas veremos que a Igreja primitiva começou a pensar no diaconato.

Onde podemos encontrar a primeira menção sobre o Diaconato?

No Livro dos Atos dos Apóstolos (At 6, 1-6), faça a leitura desse trecho vale apena constatar.

Podemos agora buscar o conceito e definição de Diácono

Diácono é o título dado ao terceiro grau da Ordem do Sacramento, pertencente à igreja católica. Os diáconos estão encarregados de executar o “serviço do ministério de Deus”, deixando de ser um simples leigo e passando a pertencer ao grupo do clero.
A palavra diácono surgiu a partir do grego diakonos, que significa “atendente” ou “servente”. De acordo com a doutrina, o diácono católico é o “servo de Deus”, espalhando a Sua palavra e ajudando a construir o Seu reino junto aos fiéis na terra, de acordo com as necessidades da igreja.
Na igreja católica, o clero é formado por três graus de sacramento da ordem sacerdotal: os bispos, presbíteros (ou sacerdotes) e diáconos. Em igrejas protestantes também existem diáconos, que da mesma forma auxiliam os pastores com tarefas para cuidar da Igreja.

Os diáconos são homens casados ou celibatários que, chamados para seguir Jesus Cristo Servidor, recebem o Sacramento da Ordem do Diaconato através da imposição das mão do Bispo para exercer o tríplice ministério:

1) da Caridade
2) da Palavra
3) e da Liturgia

Dessa forma o Diácono possui a dupla Sacramentalidade:
1º) o da Ordem
2º) do Matrimônio

“Os diáconos são, de forma muito privilegiada, sinais do Senhor Jesus que “não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt. 20,28). Seu serviço será o testemunho evangélico em face de uma história em que a iniqüidade se faz cada vez mais presente e se esfria a caridade (cf. Mt. 24, 12).

Então como citado acima em At 6, 1-6 – foi instituído os diácono:

O diaconato foi instituído pelos apóstolos. Podemos ver em Atos 6, 1 – 6 a imposição de mãos sobre os primeiros sete diáconos: Filipe, Prócono, Nicanor, Tímon, Pármenas, Nicolau e Estevão que foi o primeiro mártir (At. 6,8-7,60). Podemos, ainda, ver outras referências como Fl. l,1 e 1 Tm. 3, 8 – ss. Permaneceu florescente na Igreja do ocidente até o século V, depois por várias razões desapareceu.

Veja o que o Documento de São Domingos diz sobre a questão diaconal:

“Queremos ajudar os diáconos casados que sejam fiéis à sua dupla sacramentalidade: do matrimônio e da ordem, e para que suas esposas e filhos vivam e participem com eles na diaconia. A experiência de trabalho e seu papel de pais e esposos constituem-nos colaboradores muito qualificados para abordar diversas realidades emergentes em nossas Igrejas particulares”. Propomo-nos criar os espaços necessários para que os diáconos colaborem na animação dos serviços na Igreja, descobrindo e promovendo líderes, estimulando a corresponsabilidade de todos para uma cultura de reconciliação e solidariedade. Existem situações e lugares, principalmente nas zonas rurais e afastadas e nas grandes áreas urbanas densamente povoadas, onde somente através do diácono um ministro ordenado se faz

presente”. (Documento de São Domingo, 77)

No próximo artigo iremos analisar o diaconato nas diretrizes da Igreja no Brasil.

Deus abençoe sua Família!

Paz e Bem

Diácono Ulisses Abruzio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *